Ponte

se é possível hoje captar num laboratório
o som da explosão do big bang
de mais de 13 bilhões de anos atrás,
quer dizer que nada acaba?

que o dia de ontem não morreu?

se o som do começo do mundo
permanece
o ato também?

quer dizer que o mundo começa todo dia?

e o futuro estaria entre nós?

o poeta vê nas brechas do tempo
o que o cientista testa como hipótese?

o poema alcança outra dimensão?

ou o tempo é um só contido num mesmo espaço?

ou tudo isso é só um poema?

ah, ciência, tenha olhos de poeta!

Léo

8 comentários em “Ponte

  1. Por isso, me atenho a estudar os mitos (não aquele, ou melhor, ele), mas, os de origem, por exemplo. Na hermenêutica exegética (ou seria, exegese hermenêutica?), do Gênesis, o 7, isto, mesmo, o número 7 significa sempre (e, sempre, significa, ontem, hoje e amanhã), logo, a criação se dá sempre, no ontem, no hoje e no amanhã. A força criadora, propulsora, está sempre a agir…

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s