Roda de leitura

“A leitura é prazerosa (…), mas não é uma atividade fácil (…). A leitura precisa de incentivo, paciência, trabalho e dedicação”. Paulo Lins.

Roda de leitura que participo no bonito prédio do Sesc-Paço da liberdade, Curitiba. Prédio antigo e restaurado, escadarias imensas, piso de madeira. Na praça, onde, recentemente, apresentou-se o Balé Guaíra. Bailarinos de máscaras, roupas coloridas, sob uma revoada de pombas, também num balé.

Foi lá, numa tarde de sábado, que, pela primeira vez, um pequeno grupo discutiu dois contos que eu escrevi: Alice e Bruno.

Fiquei emocionada. Ver meus contos impressos. O que escrevi em silêncio e só, ser lido por outras vozes. Eu como autora e leitora, pois há um afastamento do texto para que se possa vê-lo de outro ângulo. Ouvir os comentários, outras visões, se debruçar sobre os temas. Alice, uma mulher violentada em todos os sentidos e, através de um grupo, o coletivo, e a escrita, se fortalecer e agarrar sua vida nas mãos. Bruno, um jovem professor que arranca a própria vida, e seu gesto fica pairando no ar nos fazendo refletir. Grupo pequeno, porém carinhoso e respeitoso. Contando outras histórias que os textos proporcionaram lembranças. Discussões fortes tanto quanto os teores. Tudo isso dentro da biblioteca, que tantos livros me fornece.

Roda de leitura é um grande aprendizado. Ter respeito com o texto, respeitar o outro. Há de se separar o que se pensa e o que se está escrito. Falar só depois de refletir. Ouvir outras opiniões. Democratizar os ouvidos e a própria voz. Ler em voz alta, porque a leitura, no comum, é silenciosa. Aprender a ler, porque ler é prazeroso, mas exigente. Saborear a discussão de algo que nos arrebata. Saber que, no fundo, é sempre da vida que falamos.

Roda de leitura: troca!

Léo

9 comentários em “Roda de leitura

  1. Nossa, quanta emoção envolvida.
    Acredito que quando escreve e publica, quer retorno dos leitores. Colocadas em público e com comentários ao vivo é um prazer indescritível.
    Mais que troca, preenchimento. Parabéns Léo

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bela explanação Léo, foi muito boa a leitura de seus trabalhos em ambos notamos que a leitura tanto quanto a escrita nos aproximam de personagens que embora fictícios, podem ter as dores e alegrias de pessoas que estão ao nosso lado e nem percebemos e quando percebemos não sabemos como agir, pois ler como disse certa fez nos ilustre Rubem Fonseca “nos torna melhor. Permite que a gente entenda melhor o outro. E permite que a gente entenda melhor a nós mesmos”.

    Parabéns pelos textos e ficamos gratos por compartilha-los com a gente.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s