travessia

nossas fotografias se encontraram
por acaso
olhávamos um para o outro
e para o mundo

nossos contrastes,
iluminados.

nós tão bonitos...
quanto um caminho novo.

do amor, me ensina
me ensina meu corpo de novo
quero explorar o teu

sementes e amores
não devem se converter em cinzas

Céus, que poema longo
e intenso
e fim

como lágrimas na chuva.

Léo

Um comentário em “travessia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s