Garça

da janela acompanho
uma garça-mãe e a garça-bebê
em uma árvore

outras garças se afastam
a árvore, só berçário

a mãe garça não sai de seu lugar
sua atenção é plena
e o mundo todo faz sentido.

o tempo voa
outras garças retornam
garça-bebê, agora garoto ou menina
conversando com a garça-mãe

talvez sobre o mundo das garças
a transcendência
o horizonte aberto e infinito
o nosso mundo

Da janela,
o poema em cena.

Léo

7 comentários em “Garça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s