Esvaziada

lapidar a esperança
no seio da realidade
fazer o que se deve
ter a disciplina da sobrevivência
saber que tudo passa

quem sabe um dia
essa tristeza dos olhos...
não, não

lapidar a esperança
no seio da realidade

Esvaziar-se!

Léo

6 comentários em “Esvaziada

  1. “A crítica arrancou as flores imaginárias dos grilhões, não para que o homem suporte grilhões desprovidos de fantasias, ou consolo, mas para que se desvencilhe deles e a flor viva desabroche ” KM

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s