Avesso

“Liberdade é pouco.
O que eu desejo ainda não tem nome” Clarice Lispector.

Os olhos do cavalo
à primeira vista são tristes.
Porém
os olhos do cavalo só são. 
Assim como o cavalo é selvagem mesmo atrelado.
O cavalo traz em si os campos largos.
Como o escravo africano tem em si os quilombos.
Por isso o negro é bonito.
É um cavalo selvagem.

Léo

12 comentários em “Avesso

    1. Marlon, fiquei profundamente emocionada. Você sabe a dificuldade em por em versos o que se sente, o que se reflete, pensa. É uma alegria na criação e outra alegria na compreensão de quem lê. Muito obrigada.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s