Instante

Instantâneo
Presente quase imperceptível
No entanto
Quando grãos de areia
transformam-se em montanha?
Qual é o momento exato do salto?

Há o instante que se eleva na dor
perpetuando no tempo
Ou no amor…

Fragmento
pode ser um golpe certeiro
Acaso
mudando o rumo da história
Vacilo
e tudo perdido
Lampejo
e tudo faz sentido

Súbito
num segundo, é vida
no seguinte, memória
o último suspiro

Frágil
Como o instante deste poema.

Léo

16 comentários em “Instante

  1. Sabe quando às vezes nos vemos em uma encruzilhada onde o caminho escolhido de afasta totalmente do outro?
    Já passei por momentos assim. O resultado? Só conheço o que percorri.

    Curtido por 1 pessoa

  2. As palavras “soltas” no poema:
    Acaso
    Vacilo
    Lampejo
    Súbito
    Frágil

    São o que mais gosto nos seus textos, elas fazem a vez da pontuação, uma virgula com muito mais sentido é claro, dão a quebra e ritmo no texto que fica como música. Sem contar que assim untas poderiam dar origem a outro texto, mais subjetivo é verdade mas afinal é poesia né rsss

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ygor, a ideia do poema é mostrar que algo, na aparência sem significação como um instante, guarda toda uma potência: as tais palavras “soltas”, como você disse.
      Seus comentários me alimentam: vê o conteúdo e a forma, algo raro por este mundo de blog. “dão a quebra e ritmo no texto que fica como música”, gostei muito, era a intenção.
      Agradeço muito.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s