Passaredo

coração não é latifúndio*
é abrigo
natureza bruta
Instinto
bicho indomável

pássaro errante e selvagem
vê além
e se acelera por qualquer verso banal

cavalga este corpo, coração
(coração que é meu ninho)

coração
tem dono não

* verso do Laércio, meu irmão, num comentário.

Léo

10 comentários em “Passaredo

  1. Isso é um comentário? caramba e quando ele para pra fazer um poema o que deve sair? Coisa linda!!
    São palavras simples mas muito bem encaixadas, não tem rima mas tem um ritmo melhor do que se tivesse rima curti bastante!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. O comentário é do meu irmão. Gostei tanto que, ao lê-lo, o poema fluiu. Ritmo… que bom que percebeu. É o que procuro num poema: ritmo, pois me lembra fluidez. Assim sinto o poema. Muito obrigada. Abraços poéticos.

      Curtir

  2. O coração nas mãos de um poeta é uma arma poderosa para expressar sentimentos profundos em poucas palavras.
    Valorizo ​​seus versículos pela simplicidade de dizê-los.
    Um ótimo poema, meu caro Leo.
    Com amor como sempre
    Manuel Angel

    Curtido por 1 pessoa

    1. Este poema tem um valor muito pessoal pra mim. Tenho um sentimento que, racionalmente, não tem sentido. Quanto mais o nego, mais me mutilo. Então resolvi assumi-lo integralmente: “cavalga este corpo”… Mas tem razão, poeta, são versos simples, quase banais. Procurei dar ritmo, assim me assumia. Essa coisa de poesia é intenso demais. Estou deixando fluir, captando no ar, me investigando. Processo profundo. Agradeço a oportunidade de conversar sobre isso. Teus comentários são muito importantes pra mim. Senti tua falta.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s