Balé

Dança a bailarina no ensaio
com receio do tropeço no palco

Dançam cortinas ao vento
E cores no horizonte ao entardecer

Dançam os enamorados na eterna ciranda
A querendo B que deseja C e Ômega só tem olhos para Alfa

Dançam os astros na imensidão do céu
A Terra no encalço do Sol e caçada pela Lua

Dançam as areias no deserto em turbilhão
desnorteando os camelos – que choram

Dançam os pés agitando o corpo
até que se esqueça do concreto

Dança o poema no papel

 

Eleva-se a bailarina no ensaio
desnorteando os camelos – que choram

O balançar das cortinas ao vento
até que se esqueça o concreto

Valsam os enamorados na eterna ciranda
com receio do tropeço no palco

Deslizam os astros na imensidão do céu
A querendo B que deseja C e Ômega só tem olhos para Alfa

Flutuam as areias no deserto em turbilhão
E cores no horizonte ao entardecer

Saltam os pés agitando o corpo
A Terra no encalço do Sol e caçada pela Lua

Dança o poema no papel

Léo

 

11 comentários em “Balé

      1. 🤣🤣🤣🤣Para um pai, um esposo e, mais, ainda, um professor, muitos ditos devem estar nos interditos… Observadora que és já leu os interditos… Existem leitores e leitores…

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s