Sedução

Arremesso pelos ares
meu chamado
E você sente a brisa
mesmo sufocado em armadilhas do cotidiano

E, voejando, vem beijar a minha boca

Invento percalços
Conto mentiras
Digo um presságio
Confisco tua existência
Saboto tua memória
Rastreio tuas vontades
Sussurro desejos
Passeio por teu corpo
Peregrino teus sonhos
Aprisiono teus instintos

E, zás, o envolvo em minha teia

Solto a imaginação

E te seduzo até o amanhecer… 

 

P.S. O nome do poema me veio de um comentário de Estevam,
blog https://estevamweb.wordpress.com/. Merci.

Léo

 

15 comentários em “Sedução

  1. Quero que o amanhecer fique quieto. Que ninguém venha perturbar meu sono. Você não pode sempre encontrar desejo e paixão desenfreada em alguns versículos. Eles vêm com essa intensidade porque os sentidos estão prestes a explodir. Deus me agarra confessado pelo que vamos fazer.
    Adoro quando o seu poema se torna sensual. Ótimo. Você me deixar sem fôlego.
    Manuel

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s