Jonas

” (…) já batem à porta com pancadas fortes os sucessores da burguesia: os operários” Engels.

 

Jonas é um homem bonito. Doce como pêssego. Lutador.

Está com os palestinos lançando pedras. Nas trincheiras de Paris. Na revolução negra do Haiti. Na África, é um negro orgulhoso de sua dança. Ombro a ombro com os povos da floresta. Devolve as bombas para os policiais da repressão. É o povo pobre e lutador.

Ama a companheira de todas as horas. Linda.

Estuda o passado, compreende o presente, constrói o futuro. Socialista nos detalhes da vida.

Bem humorado. Bondoso. Dedilha o violão. Desenha o imaginário. Operário.

Veio num repente. Jonas, homem de índole pacífica. Mas, ai burguesia, seus dias estão contados!

Jonas, meu filho.

Léo

8 comentários em “Jonas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s