Ensaio

Meu coração tão quieto

adormecido

Sacudido por algo que nem foi

ficou no ar

 

eu, desprevenida

 

Ai, como é bom!

Ai, como dói…

 

luz sem lampejo

semente sem amor

 

No fundo, vale a pena

se fica no ar

Faz-se um poema.

Léo

8 comentários em “Ensaio

  1. Às vezes, o amor é cercado de dor quando não é correspondido. Sofre, mas também por isso, percebemos que estamos vivos. Se você não sofre, não pode escrever como é. Adorei seu poema. Um ensaio que fez maravilhas para você.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s