Escrever para não morrer…

“Quando o sol ia acabando

e as águas mal se moviam,

tudo que era meu chorava

da mesma melancolia”.

(Cecília Meireles, Distância, trecho).

 

Pingos de chuva numa poça d’água

– lágrimas do céu –

Lava meu coração.

 

Faça-me dar bom dia.

Incita-me a ver o voo solitário do pássaro!

Léo

13 comentários em “Escrever para não morrer…

  1. A chuva tem esse dom de nos fazer visitar os lugares mais melancólicos do nosso existir… mas há tanta poesia nisso! 🙂

    Bom dia, ao som dos pássaros e do perfume da chuva.

    Curtido por 3 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s